sexta-feira, 25 de julho de 2008

Pedra do Mar Morto confirma divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo

Pedra do Mar Morto, e David Jeselsohn, Ciencia confirma a Igreja
David Jeselsohn com a Pedra do Mar Morto
Segundo informou a Folha de S.Paulo (8-7-2008), cientistas israelenses analisaram cuidadosamente uma laje de pedra (foto) com perto de 100 centímetros de altura que contém 87 linhas em hebraico.

Ela data de vários lustros antes do nascimento de Jesus Cristo.

A descoberta abalou os círculos de arqueologia bíblica hebraicos porque prova que os judeus alimentavam a expectativa de um Messias que haveria de vir e que ressuscitaria três dias depois de morto.

A placa foi achada perto do Mar Morto e é um raro exemplo de inscrição em tinta sobre pedra em duas colunas como a Torá (é o equivalente nas escrituras hebraicas ao Pentateuco, i. é, os cinco primeiros livros da Bíblia).

Para Daniel Boyarin, professor do Talmude na Universidade de Berkeley, a peça é mais uma evidência de que Jesus Cristo corresponde ao Messias tradicionalmente esperado pelos judeus.

Ada Yardeni e Binyamin Elitzur, especialistas israelenses em escrita hebraica, após detalhada análise, concluíram que datava do fim do primeiro século antes de Cristo.

O professor de arqueologia da Universidade de Tel Aviv, Yuval Goren fez uma análise química e acha que não se pode duvidar de sua autenticidade.

Israel Knohl, professor de estudos bíblicos da Universidade Hebraica, defende que a pedra prova que a “a ressurreição depois de três dias é uma idéia anterior de Jesus, o que contradiz praticamente toda a atual visão acadêmica”.

Desde o ponto de vista católico estes dados científicos confirmam a Fé e as Escrituras.

Compreende-se que entre os judeus o achado cause polêmica, pois acaba sugerindo que Nosso Senhor Jesus Cristo foi o Messias prometido, o que deixa em situação incomoda à Sinagoga que O crucificou e os que compartilham o deicídio.

Em maio de 2013, esta relíquia arqueológica passou a ser exposta ao público no Museu de Israel, em Jerusalém.

Dedicamos um post especial ao evento, que inclui novos e muito interessantes dados sobre a pedra e o que está incrito nela.

Clique aqui para ver: Pedra do Mar Morto, ou “Pedra de Gabriel”, apontava que o Messias viria como Jesus veio e ainda como virá no fim dos tempos


4 comentários:

  1. Olá.

    Seria interessante postar referências as fontes utilizadas para a publicação de seus posts.

    Essa da lage encontrada no Mar Morto é muito interessante, mas sem referência (fontes) não podemos passar a informação adiante, sob vários riscos.

    Obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Prezado Tiago:

    Agradecemos seu conselho. Já acrescentamos algumas no referido post, e esperamos fazer o mesmo nos próximos. Dos anteriores, dependerá do nosso tempo livre.
    In Iesu et Maria, Luis

    ResponderExcluir
  3. As evidências servem para os incrédulos, céticos, ou ateus, que precisam de uma experiência com este Jesus, que veio da sua Eternidade, fez-se carne, padeceu e ressucitou ao 3º dia, para nos conceder Salvação. Mas para aqueles que conhecem a Palavra de Deus, este é apenas mais um sinal que Deus reservou para os dias de hoje.

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?

    Somos a Comunidade Católica Palavra Viva, fundada em 1995 em Curvelo (MG).

    Nosso Carisma é anunciar Jesus ao mundo, evangelizando preferencialmente a jovens e famílias. Atualmente temos casas de missão aqui no Brasil e também na Europa: França, Itália, Suíça, Espanha e Portugal.

    Em 2008, começamos um projeto de formação para jovens entre 18 e 30 anos, chamado Escola de Evangelização. Nosso objetivo é formar lideranças cristãs maduras.

    Para nos conhecer melhor, segue uma apresentação do nosso projeto.

    Se tiver dúvidas, ou conhecer algum jovem que Deus chame a fazer esta experiência de doar um ano para Deus, pode nos escrever a este mesmo endereço!

    Deus abençoe!

    http://pt.slideshare.net/EscuelaPV/escola-de-evangelizao-pv

    Aguardo seu retorno

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.