segunda-feira, 3 de novembro de 2008

A polêmica em torno do teste do Carbono 14 no Santo Sudário de Turim (fim)


Outro argumento contra a credibilidade dos resultados do teste do Carbono 14 é que a parte do tecido utilizada para o teste não seria adequada para o mesmo, por estar danificada.

Esse é o depoimento do químico Alan Adler, professor na Western Connecticut State University.

Cientistas que analisaram com olho crítico os resultados do teste do carbono 14 chegaram à conclusão de que são insustentáveis.

Além do mais, o próprio Michael Tite, coordenador dos testes científicos e diretor do Museu Britânico, reconheceu em carta dirigida ao prof. Luigi Gonella, consultor técnico do Arcebispado de Turim, que o carbono 14 não oferece prova alguma a favor de sua tese.

E para completar ele confessou que “houve intenção deliberada de enganar o público” (AICA, nº 2084, 27/11/1996).

Hoje novas análises estão sendo excogitadas.



Se o seu email não visualiza corretamente o clip embaixo clique aqui

O mistério do Santo Sudário 4: o teste do Carbono 14 não teria usado amostras adequadas




O mistério do Santo Sudário 5 (fim)



Desejaria receber atualizações instantâneas e gratuitas de 'Ciência confirma a Igreja' no meu Email

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.