domingo, 7 de outubro de 2012

A revelação de Deus a Adão,
os mistérios do Egito e das civilizações desaparecidas (IV)

Busto do faraó Amenhotep IV (do Museu Egípcio, Cairo, exposto em Viena)
Busto do faraó Akhenaton (chamado Amenhotep IV ou Amenófis).
Do Museu Egípcio, Cairo, exposto em Viena.
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




Continuação do post anterior: Quem revelou os conhecimentos científicos contidos na pirâmide de Quéops? (III)




A óptica dos antigos

As investigações do Pe Moreux nas pirâmides deram resultados inesperados. O método empregado era rigoroso e os resultados sólidos.

Porém, o sacerdote astrônomo, como cientista que põe em sã dúvida os seus próprios achados, perguntava-se se não haveria uma outra explicação possível.

Ele avançou os resultados de seus estudos a colegas especializados em outras faixas do saber. Uma dúvida o assaltava especialmente.

Se os sacerdotes que construíram Quéops, ou Grande Pirâmide, e se tinham um conhecimento tão avançado da esfera celeste, eles em qualquer caso, precisariam de instrumentos de observação para aplicar corretamente o seu saber na hora de erguer o monumento.

Mas, o Pe Moreux não vira indícios da existência desse instrumental. Problema análogo, e tal vez mais cruciante, põe-se a respeito da astronomia dos caldeus, altamente desenvolvida: e os instrumentos de observação?

Por certo, não pode se duvidar que os antigos conhecessem o vidro e a óptica. No seu tratado da Óptica, Ptolomeu inseriu uma Tábua de Refrações cujos números divergem pouco das tábuas modernas.

Estátuas da Caldéia, British Museum
Estátuas da Caldéia, British Museum, Londres
No Cabinet des Médailles, em Paris, existe um selo que contém 15 figuras gravadas numa superfície circular de 7 milímetros, não sendo visíveis a olho nu.

Cícero fala de uma Ilíada de Homero escrita num pergaminho leve que cabia numa casca de noz. Plinio, o historiador, menciona uma escultura em marfim representando uma quadriga “que uma mosca encobria com suas asas”.

As lupas de Cartago e Nínive

A conclusão dos cientistas é que ao menos na Grécia e Roma, conhecia-se a propriedade amplificadora das lupas e a técnicas para fabricá-las.

Em 1905, o Pe. Moreux foi designado pelo governo francês para estudar um eclipse total de Sol, visível desde Sfax, Tunísia. Ele aproveitou a ocasião para visitar um museu mantido pelos Padres Brancos e dirigido pelo Pe. Delattre.

Pirâmides na cidade real de Meroe, Sudão
Pirâmides na cidade real de Meroe, Sudão
Diante de camafeus minúsculos da antiga Cartago, o Pe. Moreux perguntou a queima-roupa se não havia lupas no acervo do museu.

O Pe. Delattre lhe apresentou várias, que atendiam às diversas exigências.

O Pe. Moreux comunicou o achado a cientistas amigos e tomou uma surpresa.

Já em 1852, Sir David Brewster, célebre físico inglês, tinha apresentado em Bedford, Inglaterra, uma lente descoberta em Nínive. Fabricada, portanto, em tempos bíblicos.

As lentes achadas em Cartago e Nínive mostram um grau de tecnologia superior às usadas por Galileu Galilei ou por seu predecessor nas observações astronômicas, John Lippersey.

Arquimedes utilizou no sitio de Siracusa espelhos côncavos que incendiavam os navios do inimigo Marcellus, concentrando a luz solar. Ptolomeu montou no século III a.C. um instrumento que permitia ver navios a grande distância.

Grafito num muro do observatório de Meroe
Grafito num muro do observatório de Meroe
Os grafites do observatório de Meroe

O professor John Garstang, de Liverpool, fez escavações na antiga cidade real de Meroe.

Lá tirou à luz os fundamentos de um monumento que atentamente analisado revelou ser um observatório astronômico.

Numa coluna estão inscritas as direções do Sol num período determinado do ano na latitude de Meroe.

Nos muros há “grafites” que contem equações numéricas descrevendo fenômenos astronômicos acontecidos 200 anos antes da era cristã.

Numa das muralhas encontra-se um desenho feito às pressas que representa a silhueta de dois personagens. Um deles parece ocupado em analisar a posição dos astros usando um instrumento que lembra fortemente nossos observatórios e seu instrumental azimutal.

Os instrumentos então existiram.


Na Antiguidade encontra-se sempre homens inteligentes e religiosos

O Pe. Moreux registra uma contradição e tira uma conclusão relevante.

A contradição consiste em que por um lado, se fazem todos os esforços para provar que o homem descende de um animal por via de evolução. Mas, de outro lado:
“por mais longe que nós nos remontemos no passado, o homem nos aparece sempre com o mesmo grau de inteligência e religiosidade. (...) que homens entregues a si próprios, obrigados a lutar por sua sobrevivência material contra uma natureza hostil, tenham podido formar esses aldeiamentos cujos restos nos vemos em volta das cavernas pré-históricas; que eles nos tenham deixado sinais de uma indústria e de uma ciência rudimentares, isso não prova absolutamente nada pro ou contra sua inteligência.”.
Pintura rupestre, Montes Akakus, Libia
Pintura rupestre, Montes Akakus, Líbia
As pinturas das cavernas mostram que entre seus frequentadores havia artistas que competem com os modernos.

Há desenhos que reproduzem com realismo e vivacidade impressionante a vida cotidiana.

Tratou-se de artistas de notável talento. eram homens de altas qualidades, embora tal vez materialmente muito decaídos.

“Então, de duas coisas uma: ou bem os homens ascenderam do estado selvagem até a civilização, ou bem nós estamos diante de linhagens degradadas”, conclui o sacerdote cientista.

“Todas as religiões ligadas ao Cristianismo, inclusive a religião judaica, ensinaram que o homem foi criado por Deus num estado de perfeição, portanto de avançada civilização (...) aparece como sendo mais natural considerar os homens da idade de pedra como autênticos decadentes do que acreditar que eles estejam ainda num estado selvagem primitivo”.
Estátua do faraó Ramsés II, Cairo
Estátua do faraó Ramsés II, Cairo
Falam nesse sentido também os trabalhos antropológicos na Polinesia (poderíamos nós no século XXI acrescentar os índios amazônicos).

Os partidários da evolucão pretendem que as tribos da Nova-Guiné (ou da Amazônia) vivem num estado primordial.

Mas, observa o Pe. Moreux, se hoje há homens que vivem como na pré-história, logo “a Idade de Pedra é de todas as épocas” e não uma fase da “evolução”.

“A Idade da Pedra” não se identifica com um período determinado do tempo, mas com um estado cultural, que normalmente se define com o termo “decadência”.

Decaídos de onde? Do quê?


Continua no próximo post: Adão recebeu de Deus conhecimentos que transmitiu oralmente e que os egípcios gravaram na pedra. (fim)

4 comentários:

  1. INTERESSANTE E CURIOSO, E O ESTUDO QUE MAIS SE APROXIMA DA VERDADE PALPÁVEL, CLARO QUE DEVEMOS CRER EM DEUS PARA TAL ACEITAÇÃO. PORÉM OS ATEUS PREFEREM CRER EM OVNIS E ETs, A ACREDITAR EM DEUS. POBRES ALMAS QUE BRINCAM DE CABRA CEGA, NÃO QUEREM TIRAR AS VENDAS DOS OLHOS. TRISTE É SABER QUE QUANDO ACREDITAREM JA TERÃO VISTO E FELIZ AQUELE QUE CRÊ SEM TER VISTO!

    ResponderExcluir
  2. Meus cumprimentos ao responsável pelo blog e aos leitores,
    Lendo o artigo, vejo que esse assunto tange o que ensina o CATECISMO CATÓLICO OFICIAL ao se referir à queda dos anjos, a doutrina católica ensina que os anjos decaídos não perdeream a INTELIGÊNCIA apesar do pecado, ou seja, o pecado dos anjos lhes tirou a GRAÇA DE DEUS e todos os dons que vem da graça como AMOR e tudo o que vme do amor, porém não lhes tirou as 3 faculdades próprias do anjos e dos homens quesão a INTELIGÊNCIA, A VONTADE E A LIBERDADE, claro que tais faculdades permaneceram nos anjos decaídos. OS DEMÔNIOS LIDERADOS POR SATANÁS, SÃO, NA MEDIDA DE CADA UM, MUITO MAIS INTELIGENTES, LIVRES QUE OS HUMANOS E POSSUEM UMA VONTADE MUITO SUPERIOR Á DOS HOMENS TAMBÉM, POR ISSO QUE SEM A ORAÇÃO, ESPECIALMENTE O ROSÁRIO E A CONFISSÃO E EUCARISTIA, OS HUMANOS NÃO PODEM VENCER AS INSÍDIAS DE SATANÁS, SÓ O VENCEMOS PELA GRAÇA DE DEUS, essas verdades são ensinadas pela igreja.
    A seguir é o que penso, ninguém é obrigado a considerar: quando a pesquisa fala que os primeiros homens eram inteligentes e religiosos faz ME pensar que o PECADO DE ADÃO E EVA NÃO LHES TIROU A INTELIGÊNCIA PRÓPRIA DOS DONS PRETERNATURAIS QUE DEUS LHE HAVIA CONCEDIDO QUANDO OS CRIOU SEM O PECADO, DO MESMO MODO QUE O PECADO DE SATANÁS NÃO LHE TIROU A INTELIGÊNCIA.

    Muito interessante perceber que as coisas fazem sentido.
    fm são paulo

    ResponderExcluir
  3. Bom dia.
    Boa reportagem, faz-nos relembrar que não evoluímos de de uma epécie animal inferior, mas sim, fomos criados à imagem e semelhança de Deus. Portanto de acordo com essa linha de observação, conclui-se que há ciclos em que o planeta está num nível de tecnologia e por outro lado, num ciclo de "pouca tecnologia".

    Dizer que um é melhor que o outro? Talvéz não seja esta a questão, pois bem pode que a própria evolução tecnológica favoreça para seu próprio declinío. Uma vez que é possóvel que através de sonhos e lembranças de um tempo que não existe mais, faça com que os "menos evoluídos" ou os homens com "pouca tecnologia", sintam a nescecidade de evoluir rumo aos seus próprios anseios.
    A questão é que, tanto num ciclo, quanto em outro, o que deve permancer como busca interna do homem é amar uns aos outros. Seja com ou sem tecnologia. O fato é que o homem só precisa cumprir seu papel enquanto alma encarnada num espírito materializado. Bem, sabemos que o nosso papel é amar ao semelhante.

    Muito se fala sobre profecias, ciclos do planeta ou heras. Penso ser de extrema importância pra mim estudar estes assuntos, este tipo de leitura é saudável pra mim. Sugiro a vocês que comprem num "sebo" ou na estante virtual ou até mesmo baixem por torrent do site torrentz ou do site kick ass torrent, o livro "ERAM OS DEUSES ASTRONAUTAS?". Li este livro pela 1ª vez virtualmente após baixar ele da internet, depois comprei num sebo. O autor Erick Von Daniken, escreveu de tal forma, que ele junta fatos reais mesmo e os compara com livros de historia. Acontecimentos reais de várias culturas do planeta. Um exemplo são as linhas de Nazca no Perú. Emfim, conclui após ler o livro que tenha acontecido o que for com as civilizações antigas, das quais restam apenas fatos materias que nos deixam mais confusos com relação ao nível de inteligência deles, que eu conclui que o meu papel como ser humano é se relacionar bem com meus semelhantes. Simples assim. Estou conseguindo? Sinceramente, ainda não, é por isso que ainda estou encarnado, para que eu aproveite cada dia como se fosse o último para poder evoluir no nível de compaixão.
    Obrigado pelo email.

    ResponderExcluir
  4. LINHAS DE NAZCA NO PERU? SE ME DEREM UM BARBANTE, EU TRAÇO O QUE QUISER NO CHÃO, OU SIMPLESMENTE UM GIZ OU CAL, CONTO MEUS PASSOS E FAÇO QUALQUER COISA TAMBÉM, QUALQUER DESVIO VISTO TO ALTO TORNA-SE UMA RETA. BOABAGEM. TE OUTRO LIVRO TAMBÉM - PROJETO CAVALO DE TRÓIA - POUCOS PERCEBEM O QUE REALMENTE QUEREM MOSTRAR:
    1 - NÃO FOI SÓ UM O ESCRITOR, FORAM VÁRIOS, POIS EXISTEM VÁRIOS CONHECIMENTOS EMBUTIDOS, PRINCIPALMENTE A ANÁLISE DO SUDÁRIO FEITA POR UM CIRURGIÃO, "A PAIXÃO DE CRISTO SEGUNDO O CIRURGIÃO"
    2 - CONHECEM MUITO BEM OS TEMPOS DOS ACONTECIMENTOS
    3 - SABEM QUE A CERTA ALTURA QUALQUER CRISTÃO FARÁ A SEGUINTE PERGUNTA - SE REALMENTE FIZERAM ESTA VIAGEM, JESUS OS RECONHECERÁ E DEVE FALAR ALGO NO LIVRO. E ISTO ACONTECE, MAS ESQUECERAM-SE DE QUE A BÍBLIA NÃO CITA NADA DISTO.
    4 - SABEM DO FENÔMENO FOTO RELUZENTE, OU SEJA UMA ENERGIA MUITO FORTE, ATÔMICA, OCORREU NO MOMENTO DA RESSURREIÇÃO, POR ISTO O CLARÃO, QUE FOI O QUE IMPRIMIU NO SUDÁRIO O MOMENTO DA GLÓRIA DO REI SORE A MORTE
    5 - O FATO MAIS PODRE DESTE LIVRO É QUANDO FALAM QUE MARIA ESTAVA COM OS IRMÃOS DE JESUS AO PÉ DA CRUZ.

    FINALIZANDO ESTE LIVRO QUER FAZER VOCÊ CRER QUE MARIA TEVE OUTROS FILHOS, PODEM ENGANAR MILHÕES DE INCAUTOS MAS AOS FILHOS DE DEUS, OS QUE BUSCAM A VERDADE O ESPIRITO SANTO AS REVELA.

    LINHAS DE NAZCA. TUDO COM OBJETIVO DE DESVIAR O HOMEM DO PAI E DA SUA ORIGEM.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.