domingo, 15 de julho de 2012

O local do mais antigo templo católico:
a "igreja dos Apóstolos" no Cenáculo

Última Ceia, de Pietro Lorenzetti. O Cenáculo foi o local da primeira Missa
Última Ceia, de Pietro Lorenzetti. O Cenáculo foi o local da primeira Missa
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs






Uma descoberta em Megido, Israel, voltou a suscitar o debate sobre qual é o local da mais antiga igreja cristã.

As igrejas católicas apareceram logo após Jesus Cristo.

Os Apóstolos, seguindo o exemplo de Nosso Senhor, pregaram nas sinagogas e locais de reunião dos judeus.

Mas, a perseguição da Sinagoga tornou impossível a pregação do Evangelho nelas.

Simultaneamente a esta pregação houve locais onde os cristãos celebravam o verdadeiro sacrifício, i. é, a Missa, julgado intolerável pelo Sinédrio.

Com efeito, o Templo era o único local onde podia se celebrar o sacrifício no Antigo Testamento.

Este sacrifício era uma prefigura do Sacrifício do Calvário, e da Santa Missa. Tendo se operado o Sacrifício na Cruz, e sendo celebrada sua renovação incruenta, i. é, a Santa Missa, pelos Apóstolos e seus sucessores, o sacrifício do Templo perdeu todo significado.

Igreja do Cenáculo, Jerusalén
Entrada do Cenáculo, Jerusalén
Porém, os judeus seguiram praticando-o até o Templo ser incendiado pela soldadesca romana. Então, há quase dois mil anos, cessou definitivamente. Nem ruínas ficaram do Templo.

Uma das mais antigas igrejas - e ao que tudo indica a primeira - foi o Cenáculo, local da instituição da Missa.

O prédio fica no Monte Sion, fora das muralhas da velha cidadela de Jerusalém, acima do “Túmulo de David”.

O primitivo Cenáculo foi reconstruído depois da queda de Jerusalém.

De fato, os cristãos fiéis à profecia de Nosso Senhor da destruição do Templo e de Jerusalém, abandonaram a cidade amaldiçoada antes que os romanos a cercassem e destruíssem.

Cenáculo, igreja gótica dos Cruzados. Ciência confirma a Igreja
Cenáculo, um aspecto do estado atual.
Os elementos góticos vêm da época das Cruzadas
Após a tremenda devastação de Jerusalém pelas legiões de Tito e a dispersão dos judeus, os cristãos retornaram ao que tinha sobrado da cidade.

Instituíram no Cenáculo uma igreja orientada em direção ao Santo Sepulcro, e não mais ao Monte do Templo como fora o costume judeu.

Este antiquíssimo templo recebeu o nome de “Igreja dos Apóstolos” e tudo indica que é o local da mais antiga das igrejas.

Os Cruzados construíram no local uma igreja gótica, cujos restos subsistem e são visitados.

Com a perda de Jerusalém pelos cristãos, o local foi profanado e transformado em mesquita.

Casa de São Pedro, Cafarnaum. Ruinas sob nova igreja
A "casa de São Pedro"
Ao norte de Jerusalém, na praia do mar de Galiléia, a distância de um tiro de pedra da sinagoga de Cafarnaum, os arqueólogos trouxeram a lume a “casa de São Pedro”.

Ali há restos de várias igrejas construídas uma acima da outra em épocas sucessivas.

O achado é confirmado pelas descrições dos peregrinos dos séculos V e VI.

Uma outra igreja antiqüíssima foi desenterrada em Dura Europus, no lado ocidental do rio Eufrates, na Síria. Está datada em 245 d.C.

Exteriormente é uma casa. Suas paredes internas estão pintadas com cenas bíblicas.

Santa Helena
A imperatriz Santa Helena,
mãe do imperador Constantino
recuperou inúmeras relíquias
e igrejas na Terra Santa
O estudo das camadas inferiores da pintura leva a achar que antes fora uma sinagoga.

Em Aqaba, na área da cidade romana de Ayla foram localizadas as ruínas de uma igreja de perto do ano 280 d.C.

Tal vez seja o primeiro edifício construído especificamente para o culto cristão. A presença do bispo de Ayla foi registrada no Concílio de Nicéia no ano do Senhor de 325.

Após o Edito de Milão (313 d.C.) do imperador Constantino, que acabou com as perseguições, floresceram igrejas por todo o Império.

Algumas delas foram erguidas sob a supervisão da própria mãe do Imperador, a Imperatriz Santa Helena.

Tal é o caso da primeira igreja do Santo Sepulcro em Jerusalém e a igreja da Natividade em Belém.

A igreja do mosteiro de Santa Catarina na península do Sinai seria a mais antiga igreja aonde o culto católico vem sendo praticado, se não fosse a fratura imposta pelo cisma que tirou esse mosteiro da Igreja.




Igreja do Santo Sepulcro, Jerusalém. GIRE COM O MOUSE




13 comentários:

  1. Da uma emoção imensa ver a primeira igreja católica. Quer uma prova que Jesus existiu? A prova é a história. As portas do inferno, apesar de toda a loucura dos fariseus, pagãos, hereges, muçulmanos, protestantes, revolucionarios, marxistas, ateus e esotericos, não prevaleceram.

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. So ha uma igreja,uma so fe e um so batismo,se a sua igreja nao e a católica só lamento querida, mas então sua "igreja" nada mais é do que o resultado de disseção, e portanto é falsa pois o senhor não age em meio a confusão e desentendimento.

      Excluir
    2. Mesmo diante de tantas provas o povo ainda duvida.

      Excluir
  3. Parabéns pela postagem! muito rica...

    Marcos

    ResponderExcluir
  4. Se a biblía foi escrita pelos apostolos eles não poderiam ter vivido mais que 100 anos certo ? Assim, no máximo viveram até 100 depois de Cristo, certo ? Como a bilbia pode falar de 07 igrejas, se a primeira igreja foi construida no império constantino após 313 anos depois de Cristo ? Ou seja, no tempo dos apóstolos essas igrejas não existiam, e no entanto na biblia eles falam de igrejas que não existiam ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo, como não responderam sua pergunta, permita-me arriscar. Sim, em Apocalipse está escrito que João deveria enviar o que ele viu, às sete igrejas da Asia. Acontece que o termo igreja, não se refere a templos, de fato, os cristãos nessa época eram perseguidos pelos judeus e não poderiam "ostentar" um templo, por isso se reuniam em locais fora das vistas judaicas e até romanas. O termo igreja [ do grego ekklesia] significa "chamado para fora" como um ajuntamento, pessoas reunidas com algum proposito, e nesse contexto, o proposito era professar a fé cristã, o reconhecimento de que Jesus era o Cristo. Essa pode ser uma explicação para a possivel discrepância relacionada ao assunto. Claro que pode haver outra explicação. Deus te abençoe.

      Excluir
    2. se voce não sabe meu caro,o apocalipse é um livro de revelação portanto o que o anjo mostrou ao apostolo s.joão iria ocorrer,no futuro.então estude e não fale bobagens.

      Excluir
    3. O que os protestantes tanto fazem nos sites catolicos?

      Excluir
  5. so pd ser filho do martinho lutero vc protestantes viajam sempre com essa historia de constantine nao conseguem reconhecer a verdade e a verdade e q Cristo so fundou uma igreja q e a Catolica Apostolica Romana ponto.

    ResponderExcluir
  6. Tanta gente matando, morrendo, roubando e etc.. Os verdadeiros cristãos deveria se unir pra ajudar o próximo e espalhar o amor com ou sem imagens #pouco importa! ENQUANTO VCS DISCUTEM, TEM PESSOAS PASSANDO FOME NA RUA..
    LOUVADO SEJA O NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.