segunda-feira, 5 de agosto de 2013

“Pedro está aqui”
A emocionante descoberta dos ossos de São Pedro no Vaticano – 2

"Muro dos grafitti" no Túmulo de São Pedro
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




continuação do post anterior

Mas as surpresas apenas começavam: o exame da parede azul revelou que ela estava coberta de inscrições cristãs de tipo grafite, feitas com estiletes, na maior desordem.

Concluiu-se que eram pedidos de orações dos primeiros cristãos, que punham seus nomes – Ursianus, Bonifatius, Paulina etc.

O símbolo codificado de Cristo (as letras gregas chi-rho superpostas, como se vê no exemplo ao lado) aparecia várias vezes.

Letras gregas 'chi-rho' (XP), abreviatura de 'Christos', em sarcófago dos primeiros séculos, Museos Vaticanos
Letras gregas 'chi-rho' (XP),
abreviatura de 'Christos',
sarcófago dos primeiros séculos,
Museos Vaticanos
Mas o nome que se procurava não foi encontrado: Petrus. Nenhuma invocação a ele naquela floresta de nomes. Permanecia o indecifrável silêncio sobre São Pedro.

Num ponto dessa parede foi encontrado um pequeno buraco, formado pela queda da argamassa.

Inserindo luz pelo buraco, verificou-se que a parte de baixo da parede azul era oca e revestida internamente de excelentes mármores.

No chão dessa cavidade havia muito pó. Parecia ter sido algum túmulo engenhosamente escondido ali.

Seria impossível investigar melhor aquilo sem abrir mais o pequeno buraco, o que destruiria as inscrições.

Corte esquemático permite ver o posicionamento dos túmulos. No nº1 São Pedro
Corte esquemático permite ver o posicionamento dos túmulos. No nº1 São Pedro
Com isso, as atenções se voltaram para o túmulo de São Pedro propriamente dito. Decidiu-se escavar mais, bem junto à parede vermelha, para se chegar à câmara mortuária.

Logo foram encontradas algumas sepulturas cristãs simples, quase amontoadas junto à parede. Eram dos primeiros séculos.

Tratava-se de um tocante indício: todos os corpos estavam voltados para a parede. Eram cristãos enterrados bem junto a São Pedro.

Ao retirar uma pedra, depararam com uma cavidade vazia: afinal, o túmulo!

Emocionados, os arqueólogos avisaram [o Venerável] Pio XII, que em dez minutos chegou.

Era uma câmara pequena, mas alta, simples, com paredes de tijolos nus e piso de terra. E estava vazia!

Havia sinais evidentes de violência: um nicho e uma trave golpeados violentamente, uma coluneta partida.

Conjunto dos ossos de São Pedro achados no túmulo
Conjunto dos ossos de São Pedro achados no túmulo
No chão encontraram-se muitas moedas romanas e medievais, confirmando uma crônica que se refere a uma pequena abertura no túmulo, onde se podia introduzir a mão.

As moedas provinham de todo o Império, atestando a devoção generalizada ao Apóstolo.

O exame minucioso do local revelou na base do nicho uma pequena abertura em forma de Λ, entupida de terra.

Revolvendo o interior dessa abertura, encontrou-se enorme quantidade de fragmentos de ossos antiquíssimos. Eram mais de 250. Seriam os do Apóstolo?

Em caso afirmativo, por que estavam eles em posição tão secundária e escondidos?

O médico de Pio XII, dr. Galeazi-Lizi, examinou-os superficialmente e concluiu que eram de um homem idoso e de físico robusto, o que correspondia à descrição de São Pedro.

Daí ter-se propagado, na ocasião, a versão de que os ossos eram dele.

Mas essa localização estranha exigia maiores pesquisas. As escavações continuaram, revelando que a parede vermelha era a peça chave de um complexo de construções.

Tratava-se de uma edícula comemorativa, no centro da qual havia duas colunetas sustentando uma laje de travertino, parecendo um altar. Em frente situava-se um pátio fechado por altos muros.

Restos do primeiro túmulo construido para São Pedro
Restos do primeiro túmulo construido para São Pedro
Era obviamente uma construção ideal para celebrações clandestinas dos primeiros cristãos.

Como o cemitério era pagão e aberto, ao contrário das catacumbas, as precauções tinham que ser maiores.

Daí a ausência do nome de Pedro e de símbolos cristãos nessa área (é aí que está a parede azul com os grafitos).

É esta também a razão do silêncio sobre a localização do túmulo, na literatura cristã da época.

Πέτροσ ένι

Após o término das escavações, em 1950, o arqueólogo Ferrua examinava o interior da parte oca da parede azul, e notou no chão, perto da junção desta com a parede vermelha, um pequeno pedaço de argamassa que havia caído.

Conseguiu pegá-lo dentro do buraco, e viu que havia algo gravado ali à estilete. Levado a especialistas, descobriu-se uma inscrição em grego que dizia: “Πέτρ... ἔνι”.

Faltavam letras no primeiro nome, obviamente Πέτροσ (“Pedro”). Ἕνι é a contração do verbo grego antigo ἔνεοτι, que significa “estar dentro”. A inscrição significava “Pedro está aqui”.

A essa altura, um dos maiores especialistas em inscrições antigas, a dra. Margherita Guarducci, passou a estudar os grafitos da parede azul.

Como se sabe, os cristãos tinham toda uma linguagem codificada de símbolos e letras – o peixe, as letras gregas chi-rho (ΧΡ), o Μ para Maria, o Ν para vitória etc.

Após algum estudo, a dra. Guarducci descobriu o código usado para São Pedro: um “Ρ” com um discreto “Ε” em sua perna, ou o mesmo símbolo inserido no chi-rho de Jesus, tocante símbolo para o Vigário de Cristo (cfr. desenho ao lado).

Além disso, a descoberta provava contra os anticatólicos que a doutrina do papado já era clara naqueles primórdios da Igreja.

Muitas inscrições com esse símbolo podiam ser observadas na parede dos grafites.

Estudos posteriores revelaram que São Pedro era invocado com grande frequência, mediante tal símbolo, pelos primeiros cristãos, pois ele era muito usado nas catacumbas em cartas, em mosaicos, em pinturas etc.

Estava explicado o “silêncio” sobre São Pedro.

Grafitti com o chi-rho (ou XP), símbolo de Cristo
Grafitti com o chi-rho (ou XP), símbolo de Cristo
Essa descoberta fez com que a dra. Guarducci ficasse intrigada com a inexplicável parede oca com os grafites e o “Πέτροσ ἔνι”.

Chamou sua atenção um fato que passou despercebido aos demais arqueólogos. Mons. Kaas, administrador da Basílica, costumava ir à noite verificar os andamentos dos trabalhos.

Acompanhava-o G. Segoni, o chefe dos “sampietrini” (operários do Vaticano, cujos ofícios passam de pai para filho).

Mons. Kaas, nessas inspeções, preocupava-se em guardar de modo digno as numerosas ossadas que iam sendo encontradas. Colocava-as numa caixa ajudado por Segoni, identificando com uma etiqueta o local de onde foram tiradas.

Uma noite, pouco depois de descoberta a parede oca dos grafitos, Mons. Kaas pediu que Segoni verificasse bem se não se encontrariam ossos dentro da cavidade.

Por baixo da poeira, Segoni encontrou numerosos ossos, restos de tecido e uns fios metálicos.Tudo foi guardado numa urna e identificado.

Outro “sampietrini presenciou a remoção, mas os demais arqueólogos nem souberam disso na época.

continua no próximo post

(Autor: Juan Miguel Montes, “Catolicismo”)


O túmulo de São Pedro no subsolo da Basílica vaticana (em inglês, legendado em português)


O subsolo da Basílica de São Pedro. Um dos maiores tesouros da fé cristã, as relíquias do primeiro Papa, São Pedro. Trecho do documentário THE HIDDEN WORLD, da BBC. postado por Leandro Caprioti Manso no Facebook.


Visita virtual ao túmulo de São Pedro (disponível só em inglês)


Ir clicando seguindo as instruções a começar onde diz CLICK HERE FOR BEGIN



26 comentários:

  1. ou seja nao se sabe. porque que coloca que e???????

    ResponderExcluir
  2. " Um interessante livro, The Bones of St. Peter (“Os ossos de São Pedro”), de John E. Walsh (Doubleday, N.Y., 1982) narra, pela primeira vez, as pesquisas científicas realizadas no túmulo nos últimos anos. Os dados que se seguem foram extraídos dessa obra."
    Está no inicio do texto ...

    ResponderExcluir
  3. Paramim mais importane é saber que ali estão ossos dos primeiros Cristãos, para quê esta ânsia de saber quem.
    Seja quem for merece o nosso respeito eas nossas orações.

    ResponderExcluir
  4. Muito interessante... esperando continuação!

    ResponderExcluir
  5. Mais, por favor! Não consegui desgrudar os olhos do monitor!!!! :)

    ResponderExcluir
  6. Veja mais sobre este assunto:

    http://www.slideshare.net/wsantin/o-trofeu-de-gaio

    ResponderExcluir
  7. Claro que essas pesquisas são importantes, pois provam que mais uma vez a Igreja Católica está corretíssima, ou seja, que Pedro esteve e foi martirizado em Roma, ao contrário de muitos credos protestantes que insistem em negar mais essa verdade.

    ResponderExcluir
  8. jose arantes da silva4 de março de 2014 23:07

    muito interessante. todos os que se separaram da Igreja tinham interesses pessoais. mas com o decorrer dos séculos muito mais haveremos de certificar dados históricos, se assim querem os incrédulos. Impressionante que a crença é uma grande Graça das famílias católicas. pois quanto se semeia numa criança tal ou qual credo, isso cresce com o ser humano e passa a ser a verdade de sua vida. poucos os que buscam a verdade e mudam suas convicções, aliás implantadas contra o catolicismo.

    ResponderExcluir
  9. jose arantes da silva4 de março de 2014 23:10

    favor elucidar o que significam os perfis para se editar e publicar. talvez essa dúvida faça com que muitos coloquem perfis anônimos. obrigado

    ResponderExcluir
  10. Que emoçao ..estou chorando.....nao tenho palavras.....só penso em dizer Sao Pedro rogai por mim...

    ResponderExcluir
  11. maravilhoso!!!! esplendido... obrigada sempre...

    ResponderExcluir
  12. Não entendo porque precisamos da confirmação da mesma ciência que nega a criação e tenta impor a teoria da evolução. Aceitar a palavra dos cientistas em assuntos espirituais e de fé, é no mínimo dar crédito para que no futuro tenham autoridade para refutarem bases e razões da nossa fé.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Fé é uma virtude teologal, infundida pela graça divina, que está por cima das ciências naturais e humanas.
      Quando cientistas honestos provam que uma ciência correta corrobora a fé, nós podemos citá-los e calar a boca dos maus cientistas, e esclarecer ingênuos enganados por eles, e ajudá-los a enxergarem direito e se aproximarem da Igreja.
      Também, esses dados concretos nos ajudam a perceber todas as riquezas que estão contidas nas verdades de Fé em que acreditamos sob o influxo da graça sobrenatural.
      Desde que o apóstolo São Tomé precisou tocar para crer, muitos que não somos tão santos quanto ele, precisamos também de tocar ao menos um pouco. E também para isso a ciência é servidora da fé.

      Excluir
  13. Isto eh para todos os protestantes ...que deus so deixou uma igreja a catalica apostolica romana isto por que ela veio dos apóstolos e esta provado cientificamente pela ciência e as dos protestantes veio de uma lunatico homicida e suicida as fundou ..Martin Lutero um Hitler Alemão e por isso que me converti ao catolicismo a unica e verdadeira religiao de cristo pre provem de cristo.não adiante vcs protestantes tentarem o que a ciência provou...pois a verdade doi ..vcs devem ficar com dor de cutuvelos pois a ceita de vcs nao tem história. ..pq vem de um lunatico homicida e suicida. .libertado por lucifer para dividir a igreja de cristo a Católica. ..sendo que vcs sao mais de 50 mil de ceitas no brasil de pura mentira. .curandeirismo a cartão de crédito. .dizimos exorbitantes. .pastores amandos de satanas fazendo a colheita maldita de fieis e trouxas e analfabetos e trouxas que tem preguiça de adiquir cultura e saber o que realmente eh a verdade de saber de onde comecou o cristianismo ..pois vcs tem preguiça de saber sobre a verdade sobre o cristianismo. .so acessarem o Google e o wikipedia ...Bom dia a todos os meus Irmãos católicos que deus os abençoe ...e que vcs protestantes aceitem o verdadeiro cristo que nasce a verdadeira igreja católica apostólica romana nao ha outra que deus tenha deixado. .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hilário, o dono da razão chamando outros de analfabetos, 56 erros português no seu pequeno lixo de texto, e por favor tenha mais respeito a Deus, que se escreve com inicial maiúscula, quanta santidade, atacando ao próximo quando Jesus Cristo nos ensina a amar o próximo. Reveja seus conceitos de cristão. Deus te abençoe.

      Excluir
  14. Sou Ednaldo tive a oportunidade de visitar a cripita do Apostolo pedro em Roma por tanto todas essas pesquisas vem mostrar as veracidades dos fatos e porque se todos essas descobertas não fossem da vontade de Deus e por obra do Espirito santo nada disso estaria sendo revelado para engrandecer mais a nossa fé na verdadeira igreja de Cristo.

    ResponderExcluir
  15. “Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja” Pessoal, Jesus confiou a Pedro a sua Igreja e ponto final !!! ÊTA POVO DE CABEÇA DURA !!! Lalado Gazola.

    ResponderExcluir
  16. Sei lá... Não será meramente com afirmações ditas e escritas que se confirmará a autenticidade de um encontro desses...e , neste caso, de Pedro, apóstolo de Cristo, muito mais rigor deverá existir. Não vi mencionado o rádio-carbono 14 para a datação. O DNA pode revelar muito da etnia e os restos também. Hoje podemos levantar a vida de uma pessoa pelos seus restos porque podemos "ler" estas informações em seus ossos... Por outro lado, tem a coisa dele, Pedro, ter sido crucificado em uma época que muitos foram e os restos mortais destes eram, costumeiramente, queimados pelos romanos no próprio campo onde se acumulavam. Difícil que cristãos perseguidos conseguissem resgatar o corpo de Pedro...não acham? Sou um católico rigoroso, com minhas ponderações, porque uma grande decepção e surpresa foi saber que as 3 páginas de Flávio Josefo que mencionavam Cristo, foram inseridas no livro com material de 300 anos posterior ao do autor...cuidadosamente falsificadas!...logo e por conseguinte, sejamos rigorosos nas constatações porque temos, hoje, como precisar muitas informações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, carbono14 e DNA na década de 40? Quando estas técnicas estavam no inicio de seu desenvolvimento? Todos os recursos forenses e arqueológicos da época foram utilizados para chegar a uma conclusão amplamente aceita. Até o momento ninguém com bagagem procurou reabrir o caso.
      Não foi só São João morreu de velhice? Os restos mortais de Santo Inácio foi transladado para Antioquia, as atas de martírio, as catacumbas os cemitérios cristãos tudo isto mostra que muitos mártires receberam a palma de outras formas, não só pelas chamas.
      O bom de documentos católicos antigos e justamente mostrar que mesmo sendo trabalhados pela mente e pela pena humana, sempre a verdade que é o Cristo resplandece com uma incrível coerência.
      As supostas adições cristãs a Josefo não dizem mentiras, pois se a essência for falsa fatalmente vira um livro de Dan Brown.

      Excluir
  17. Povo de pouca fé esses que duvidam de ser Pedro realmente encontrado nesse tumulo nas paredes do Vaticano, pois se Deus mandou anjos soltá-lo numa prisão, como Deus não o colocaria lá, para nos provar a sua existência e logo onde? Dentro da sede primordial do catolicismo! Deus é Maravilhoso, obrigada Senhor!

    ResponderExcluir
  18. Obrigado meu Jesus cada dia mais eu te adoro e te louvo para sempre

    ResponderExcluir
  19. fiquei maravilhada. Tudo que se relaciona com a Igreja Católica me fascina. obrigada, Helena

    ResponderExcluir
  20. Eu acredito que são pedro foi enterrado ali.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.