terça-feira, 12 de março de 2013

O que diz a ciência sobre a Torre de Babel? Existiu? Sobrou algo? Onde? Por que ruiu?

Torre de Babel, representação artística
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




O episódio da Torre de Babel e dispersão da humanidade é um dos assuntos mais presentes na memória dos povos.

Prefigurou também momentos caóticos que se repetiriam em muitos lugares em épocas históricas posteriores, inclusive nos dias de hoje. Além de ser uma imagem da imensa confusão que vai prevalecer no fim do mundo.

Entretanto, sabe-se pouco sobre essa torre.

Como era ela: retangular, circular, elíptica? Quanto media de altura? Foi uma mera torre ou um templo?

Onde ficava? Existem ainda vestígios? Quem a concebeu?

Foi Deus quem puniu? Por que puniu? Deus derrubou a Torre? Se não foi Deus, quem foi?

Por que ela ficou como o símbolo da maldição? Para onde foram seus construtores?

Os homens que fizeram as pirâmides do Egito, dos maias ou outras semelhantes têm algo a ver com os arquitetos da Torre de Babel?



Significado e época

A Torre de Babel paradigmática, de que nos fala o Gênesis e da qual procede a diversidade das línguas humanas, está envolvida em densas nuvens de interrogações.

Sua construção constituiu sem dúvida um dos momentos mais pecaminosos da história da humanidade, deixando um rastro de desgraças que sofremos até hoje.

“Babel” significa “confusão”.







Estima-se que sua construção se deu por volta do ano 2.420 a.C., quer dizer, aproximadamente 130 anos após o Dilúvio.

Portanto, bem antes do início da Grande Pirâmide do Egito (por volta de 2.170 a.C.), do nascimento de Abraão (1.976 a.C.) e da fundação do reino de Babilônia (por volta de 1.894 a.C.).

Usamos a escala do tempo que aponta a criação de Adão no ano aproximado de 4.000 a.C.

A Torre de Babel é, pois, o mais antigo monumento de grande importância do qual se tem noticia.


O Gênesis

A Bíblia Sagrada é o documento mais digno de Fé e a fonte histórica mais séria e pormenorizada.

A Torre foi construída por descendentes próximos de Noé, num tempo em que o reduzido número da humanidade de então vivia reunido e falava uma mesma língua, provavelmente a mesma de Adão e Noé.

Segundo a tradição, Nemrod, bisneto do patriarca Noé, foi o “rei” que comandou a construção da Torre:

Nemrod dirigiu a construcao da Torre de Babel,
pintura de Frans Francken II, Museo del Prado, Madri
“Nemrod foi o primeiro homem poderoso da terra (Gênesis 10,8), e “Ele estabeleceu o seu reino primeiramente em Babilônia, Arac, Acad e em Calane, na terra de Senaar”. (Gênesis, 10,10).

Supõe-se habitualmente que a Torre de Babel foi erguida no sul da Mesopotâmia. Ou seja, no atual Iraque, não longe da cidade de Babilônia, fundada muito depois; ou no máximo no sul do Irã.

Há outras teorias sobre o local, apoiadas em diversos raciocínios, porém também carentes de fundamentos arqueológicos ou materiais.

Lemos no Gênesis:

1. Toda a terra tinha uma só língua, e servia-se das mesmas palavras.

2. Alguns homens, partindo para o oriente, encontraram na terra de Senaar uma planície onde se estabeleceram.

“Façamos uma torre cujo cimo atinja os céus”,
quadro de Hendrick III van Cleve (1525-1589).
3. E disseram uns aos outros: “Vamos, façamos tijolos e cozamo-los no fogo.” Serviram-se de tijolos em vez de pedras, e de betume em lugar de argamassa.

4. Depois disseram: “Vamos, façamos para nós uma cidade e uma torre cujo cimo atinja os céus. Tornemos assim célebre o nosso nome, para que não sejamos dispersos pela face de toda a terra.”

5. Mas o senhor desceu para ver a cidade e a torre que construíram os filhos dos homens.

6. “Eis que são um só povo, disse ele, e falam uma só língua: se começam assim, nada futuramente os impedirá de executarem todos os seus empreendimentos.
7. Vamos: desçamos para lhes confundir a linguagem, de sorte que já não se compreendam um ao outro.”

8. Foi dali que o Senhor os dispersou daquele lugar pela face de toda a terra, e cessaram a construção da cidade.

9. Por isso deram-lhe o nome de Babel, porque ali o Senhor confundiu a linguagem de todos os habitantes da terra, e dali os dispersou sobre a face de toda a terra. (Gênesis, 11, 1-9)

Foi por causa do orgulho dos homens que empreenderam a construção da famosa Torre que Deus lhes confundiu a linguagem, fazendo com que não se entendessem pelos diferentes idiomas que falavam.

Incapazes de se porem de acordo, os homens se dispersaram em todas as direções.


Outros testemunhos

Estela de Nabucodonosor II, The Schøyen Collection
Fora da Bíblia, o testemunho mais explícito encontra-se gravado numa placa babilônica de pedra escura conservada hoje na famosa The Schøyen Collection, (MS 2063) com sede em Oslo e Londres.

Nessa placa o rei de Babilônia Nabucodonosor II mandou escrever, no ano 570 a.C.:

“Um antigo rei construiu o Templo das Sete Luzes da Terra, mas ele não completou a sua cabeça. Desde um tempo remoto, as pessoas tinham-no abandonado, sem poderem expressar as suas palavras. Desde aquele tempo terremotos e relâmpagos tinham dispersado o seu barro secado pelo sol; os tijolos da cobertura tinham-se rachado, e a terra do interior tinha sido dispersada em montes”.

Desta maneira, o próprio rei Nabucodonosor nos fornece, no ano 570 a.C., uma ideia do que tinha restado da Torre de Babel.

Também nos informa que ele próprio ordenou recolher os últimos elementos aproveitáveis para construir uma nova Torre, não sobrando nada da torre originária.


A nova Torre de Babel foi provavelmente o zigurat (torre-templo) conhecido como Marduk ou Etemenanki, na cidade de Babilônia. Para o imenso trabalho que significou, Nabucodonosor escravizou os judeus e levou-os para Babilônia.

A nova Torre de Babel representada na referida placa em pedra, tinha sete (ou oito) andares e 91 metros de altura. O historiador grego Heródoto a descreveu no ano 440 a. C.:

“A parede exterior da Babilônia é a principal defesa da cidade. Há, contudo, uma segunda parede interior. (...)

“O centro de cada divisão da cidade era ocupado por uma fortaleza. Numa ficava o palácio dos reis, (...) na outra estava o sagrado recinto de Belus, um cercado quadrado de 201 m de cada lado, com portões de latão sólido, que também lá estavam no meu tempo.

Maqueta do zigurat de Etemenanki, de Nabucodonosor II
“No meio do recinto estava uma torre de alvenaria sólida, de 201 m de comprimento e de largura, sobre a qual estava erguida uma segunda torre, e nessa uma terceira, e assim até oito.

“A ascensão até o topo está do lado de fora, por um caminho que rodeia todas as torres.

“Quando se está a meio do caminho, há um lugar para descansar e assentos, onde as pessoas podem sentar-se por algum tempo no seu caminho até o topo.

“Na torre do topo há um templo espaçoso, e dentro do templo está um sofá de tamanho invulgar, ricamente adornado, com uma mesa dourada ao seu lado. Não há estátua de espécie alguma nesse sítio”.

Esta segunda Torre de Babel acabou ruindo. O rei Alexandre Magno (356 a.C.—323 a.C.), conquistador vindo da Macedônia, mandou recolher os restos para reconstruí-la, desfazendo o que tinha sobrado.

Mais foi surpreendido pela morte na própria Babilônia. Nada foi concluído e o material foi dispersado.

Desta maneira, da Torre de Babel originária não sobraram nem os restos dos restos.

A segunda Torre de Babel feita por Nabucodonosor é por vezes confundida com a primeira. Registramos aqui estes dados históricos para efeitos de esclarecimento. Não voltaremos a falar dela, concentrando-nos apenas na primeira Torre.

Sobre ela, o historiador hebreu Flávio Josefo (37 ou 38 d.C. – 100 d.C.), em seu livro “Antiguidades Judaicas” (1.4.3) fornece a seguinte narração:

“Foi Nemrod quem os excitou a praticar semelhante afronta na presença de Deus. Ele foi o neto de Ham, filho de Noé, homem corajoso e de grande força de mando. Nemrod persuadiu-os a não atribuir sua obra a Deus, como se fossem felizes somente por si próprios, e acreditarem que só seu esforço lhe daria a felicidade.

Ele foi transformando seu governo numa tirania, procurando afastar os homens do temor de Deus, e mantê-los numa constante dependência de seu poder...

Então a multidão estava sempre prestes a obedecer as ordens de Nemrod e julgar amostra de covardia se submeter a Deus.

O desentendimento tomou conta dos homens.
Quadro de Lodewyk Toeput (1550-1605)
Eles construíram uma torre, não poupando nenhum esforço e em nada sendo negligentes no trabalho.

E por causa das muitíssimas mãos empregadas, a torre subiu muito rapidamente, mais rápido do que se podia esperar.

Sua espessura era tão grande e estava tão solidamente construída, que sua grande altura parecia, de qualquer ponto de vista, ser menor do que realmente era.

Foi feita de tijolos cozidos cimentados com uma argamassa feita de betume que não permitia filtrações de água.

Quando Deus viu que agiam com tanta maldade Ele decidiu não exterminá-los totalmente, posto que não tinham progredido em sabedoria após a destruição dos pecadores que os precederam [no Dilúvio]; mas Ele gerou um tumulto entre eles fazendo que falassem línguas diferentes, e tornando-os incapazes de se entenderem um com o outro.

O local onde construíram a torre hoje é chamado Babilônia por causa da confusão das línguas, sendo que antes se compreendiam facilmente.

Pela palavra Babel, os hebreus entendem confusão...”

Tanto pelo que ensina a Bíblia quanto pelo que explica o historiador Flávio Josefo, vemos que a causa da punição foi o orgulho contido num sonho completamente laico de grandeza humana.

Movidos por ele os homens da Torre de Babel tencionaram erigir uma obra “cujo cimo atinja os céus” para assim tornarem “célebre o nosso nome” (Gen, 11, 4)


continua no próximo post


32 comentários:

  1. Outro dia eu estava vendo um vídeo sobre as origens do latim e de outras línguas. Segundo esse vídeo o latim e essas outras línguas teriam origem em uma língua comoum e desconhecida e que os linguístas convencionaram chamar de língua indo-européia. Isso me fez lembrar imediatamente da torre de Babel.

    Veja.

    Latin and Its Indo-European Language Family

    http://youtu.be/TPh03KsGrAA

    Alguns anos atrás devido ao marxismo e ao ateísmo, as histórias da Bíblia eram tremendamente ridicularizadas nas escolas. Mas hoje cada vez mais a veracidade da Bíblia é cada vez mais comprovada pela ciência.

    Esse artigo coloca luzes sobre a questão. Muito interessante mesmo! Parabéns pela sua divulgação!

    ResponderExcluir
  2. Estou lendo apocalipse dos anjos e contava uma fração da historia da torre de babael a similar a historia que eu havia lido em gênesis, oque mais me fascina e a placa com as escritas de nabucodonosor ii

    ResponderExcluir
  3. Segundo a história oficial os egípcios se assentaram na região do Nilo por volta do ano 3 mil a.c. E alguns historiadores dizem que vieram da região conhecida como Babilônia. Refiro-me aos antigos egípcios, não aos atuais que são misturas. Coincidência terem feito as pirâmides? Penso que a torre seja bem mais antiga que 2420 ac.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se começarmos a contar os 4000a.c a partir da aliança que Deus fez com Abraão, assim creio que faz mais sentido.

      Excluir
  4. Excelente matéria, parabéns! Estou pesquisando sobre a origem das raças: Como surgiram os africanos, asiáticos e as demais diferenças que vemos nos dias atuais? O que podemos ver nos dias de hoje é que conforme se misturam estão restaurando um padrão, talvez seja uma especie de retorno às origens, tal como eram na época do diluvio. Negros com brancos se tornam cada vez mais brancos, o que ocorre também nas demais miscigenações. Alguém com o dom da sabedoria de Deus, poderia nos ajudar a responder essa pergunta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nao e preciso ter dons milagrosos da sabedoria de Deus.
      É so estudar a biblia que ela dá explicaçao de forma simples.

      Excluir
  5. onde esta localizada a torre de babel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se conhece o local exato. Porque não sobrou absolutamente nada. Está no artigo acima: "Supõe-se habitualmente que a Torre de Babel foi erguida no sul da Mesopotâmia. Ou seja, no atual Iraque, não longe da cidade de Babilônia, fundada muito depois; ou no máximo no sul do Irã".

      Excluir
    2. Coincidência ou não, hoje é relativamente perto dali que as maiores torres se erguem! Em Dubai e agora outro enorme projeto na Arábia Saudita. Excelente matéria.

      Excluir
  6. Desculpem a minha ignorância, mas tenho uma grande dúvida quanto a questão que irei fazer: no caso , eles foram descendentes de noé. Até onde li em alguns livros e comentários entre colegas de outras religiões, me veio a interpretar o seguinte: Deus queria exterminar noé e sua família por que ele estava desacreditado com o homem na terra, mas noé convenceu Deus para não fazer isso, Se não me engano, deus fez um acordo com noé que não ia mais interferir nas atitudes dos homens e que ia ficar em silencio e só observando o homem... alguém me tirem essa dúvida?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade Deus queria destruir a todos os humanos por terem se corrompido. Mas envio anjos para ver se achariam alguém que ainda fosse justo e puro diante de Deus. E então achou Noé e sua familia.

      Excluir
    2. Deus não mata, não castiga, é puro amor.

      Excluir
    3. Deus dá a todo ser luz e caminho, os duvidosos andam sobre as trevas e ordens do lucifer.

      Excluir
    4. Esta escrito que Deus fez uma aliança com Noé e todo ser vivente que não destruiria mais o homem nem os seres que habitam na terra com as águas do diluvio. Gênesis cap. 9 vers. 9-17.
      (obs: Onde está escrito que Deus não mata? Onde está escrito que Deus é puro amor?)

      Excluir
    5. Deus não mata justos. Só mata infiéis.

      Excluir
    6. Deus mata, mandou Josué destruir muitas cidades e nao deixar vivo ninguém. Deus é amor, mas é igualmente justiça. Ele ameaçou destruir Israel muitas vezes, mas quando clamavam e se arrependiam, Deus se arrependia do que dizia e perdoava. Assim somos nós hoje: Se nos arrependermos de nossos pecados, Ele é fiel e justo para mos perdoar os pecados...

      Excluir
    7. Na verdade, não tem nenhum lugar da Bíblia que fala que Deus não mata, muito pelo contrário ,a bíblica diz que ele que mata e ele que dá vida até porque Satanás não tem domínio sobre nossas vidas e nunca poderia nos matar.

      Excluir
  7. Muito bom esse blog, gostei desse texto, a um bom tempo venho analizando as escrituras sagradas sobre a Torre de Babel, a placa incrivel, salvo nos favoritos...

    ResponderExcluir
  8. Fascinante e esperançosos estes relatos.

    ResponderExcluir
  9. Eu não consigo entender as histórias da antiguidade, principalmente as sem provas. Mas sei que é difícil pelo tempo.
    Prefiro viver e desfrutar de tudo que tem ao mundo respeitando ao próximo.
    Morre e deixar descendentes.

    ResponderExcluir
  10. Deus ele e amor mas e ele e justiça também ele castiga e reprende aquele que ele ama pelo o que eu vejo ele cuida do que e dele o que do outro ele não esta nem ai ele deu apito para nos escolher o nosso próprio caminho a dois caminhos o caminho estreito e o caminho largou ele esta cuidando de quem esta no caminho estreito porque sabem que dele que obedece a ele DEUS não tem compromisso como pessoas rebeldes

    ResponderExcluir
  11. Gênesis 10:5, 20 e 31 descrevem os descendentes de Noé se espalhando sobre a terra "cada qual segundo a sua língua, segundo as suas famílias, em suas nações." Como isso é possível já que Deus não confundiu as línguas até a Torre de Babel em Gênesis capítulo 11? Gênesis 10 lista os descendentes dos três filhos de Noé: Sem, Cam e Jafet. Ele lista os seus descendentes por várias gerações. Com o tempo de vida longo daquela época (ver Gênesis 11:10-25), as genealogias em Gênesis 10 provavelmente abordam várias centenas de anos. A narrativa da Torre de Babel, contada em Gênesis 11:1-9, fornece mais detalhes sobre o momento em que as línguas foram confundidas. Gênesis 10 nos diz de línguas diferentes. Gênesis 11 nos diz como as diferentes línguas se originaram.

    ResponderExcluir
  12. sobre a torre Deus fez aquilo por que sabia que os homens estava fazendo uma coisa para agradar o seus corações uma coisa para que eles padece adora mas a palavra de DEUS disse adorara o senhor teu DEUS de todo o teu coração de toda a tua alma por isto eu deixo este vesiculoso (Romanos 12:2)
    E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

    ResponderExcluir
  13. Agrega conhecimento histórico, como a placa babilônica e Josefo, que nos ajuda a entendermos melhor o texto bíblico.
    A Bíblia é a palavra de Deus.

    ResponderExcluir
  14. Pedro, respeito seu pensamento mas ouso discordar de você. Deus é sim Amor e Justiça e eu o vejo como nós pais, que corrigimos e repreendemos nossos filhos exatamente porque os amamos e só queremos o bem deles. Quanto a você dizer que Deus cuida do que é Dele e não está nem aí para o que não é dele, é exatamente nesse ponto que discordo. Ele se preocupa sim com todos nós! Quer acreditemos nele ou não! O Seu amor é infinito e a sua compaixão ainda maior. Toda forma de vida que há na terra pertence a Ele. Porém, nós humanos é que nos dispersamos do Seu amor quando ousamos imaginar que podemos viver sem Ele. Ele não nos abandona nunca! Está sempre velando por cada um de nós e quando quisermos reencontrá-lo Ele estará de braços abertos para nos acolher. Pense na passagem do Filho Pródigo: o pai nunca foi atrás do filho disperso, mas esperava a cada segundo o seu retorno, e o acolheu de braços abertos! Pense que nessa linha de pensamento estaremos mais próximos de Deus, e Ele, cuidando de cada um de nós, indistintamente.

    ResponderExcluir
  15. Adorei a matéria.

    ResponderExcluir
  16. Bonita história, mas respeitando todas as opiniões, pra mim não faz o mínimo de sentido. Falo em escala real em um mundo real isso é impossível, somente através da fé a um ser superior, algo que até procuro, mas no cotidiano não existe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem certeza que você fala em escala real em um mundo real? Irreal é o que o mundo prega, como verdade, e se o mundo estivesse com a verdade, a igreja já teria sido derrubada há muito tempo, e nem se falaria de Deus mais. Mas Deus é tão real e tão verdadeiro, que nem a ciência consegue negar isto. A ciência já confirma muitos dos fatos que estão escritos na bíblia, fatos estes que são impossíveis aos seres humanos, mas não são impossíveis para Deus, que criou o universo e existe desde toda a eternidade. Como entender isto? nossa mente é tão pequena e tão limitada, mas a arrogância às vezes é grande e teima em estabelecer que tudo podemos entender e que já sabemos tudo. O engraçado e curioso é que se assim fosse, se tivéssemos a inteligencia de Deus, já teríamos criado não só a vida, mas também ecossistemas, talvez um planeta cheio de vida igual a terra e também uma galáxia, com todas as leis da física em perfeita ordem, em sintonia para darem certo sempre e desde sempre. Mas não, esta auto-suficiência é ilusória, leva à morte pois não temos a inteligência e o poder do nosso Criador. Não tente explicar como Deus faz o impossível, apenas contente-se que Ele realizou o impossível pois isto a ciência afirma. Que Deus abra a sua mente, te dê discernimento e sabedoria, para você abrir seu coração, pois se assim não for você continuará procurando a Deus e não o encontrará jamais. Deus não está somente no extraordinário, ele está nas coisas simples também. O nascimento de Jesus é a prova disso, pois Deus veio como ser humano, tão simples e de forma humilde, sem riquezas materiais. E pela insensibilidade do coração de muitas pessoas que tiveram a graça de viver na epoca desta graça imensa, sucedeu-lhes que não notassem que era o Messias diante delas. Eram cegas essas pessoas? tinham alguma deficiência visual? Não, não eram. Apenas estavam tão preocupadas com o que não era importante, com o "mundo real" e o que parece ser obvio e lógico para os seres humanos (pois na mente humana, um Messias nascer de família pobre, na maior das pobrezas materiais, era algo improvável). Devido a ausência de comunhão com Deus e miséria espiritual em seus corações não puderam contemplar, em conhecimento e conscientes, que estavam diante da presença Divina. É uma pena que você não conheça a verdade mais obvia e absoluta de todas: a existência de Deus! A cada dia, esta existência esplêndida e maravilhosa se confirma, são inúmeras as provas! procure estudar mais, e já que você não crê pela fé, busque pelo conhecimento cientifico mesmo, até a ciência postula esta verdade valiosa e indestrutível.

      Excluir
  17. BEM FEITO PRO IDIOTA QUE TEVE A IDEIA ABSURDA DE CONSTRUIR A TORRE DE BABEL QUANTO MAIS O HOMEM TENTA MOSTRAR PRA DEUS QUE ELE E PODEROSO MAIS AS OBRAS DO HOMEM SERÃO DESTRUIDAS

    ResponderExcluir
  18. Deus confundiu a língua dos homens para não se entenderem.
    Hoje o homem aprende qualquer língua que quiser. Constrói torres bem mais altas que ficam cobertas por nuvens. As pessoas se atravessam os continentes. É assim vão se entendendo. Serviu de que confundir as línguas e essa confusão toda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deus faz o que quer, na hora que Ele quer e não precisa que você e muitos entendam. E é mais difícil entender ainda para quem não sabe nem escrever como você, incluindo aquilo que é talvez compreensível para nossa mente limitada. Há muitas coisas que não vamos entender ainda, e talvez um dia o Senhor Deus, que é o detentor de todo o poder, conhecimento e sabedoria, irá nos revelar se formos dignos disso. Você fala que o homem aprende qualquer língua se quiser, como se isso fosse possível em qualquer idade, sem estudos ou não, com tantos idiomas... infelizmente na atual realidade essa sua afirmação não é verdadeira e muito menos era na antiguidade. As pessoas fazem grandes construções hoje em dia... e em que isto interfere na existência de Deus e nas lições que Ele deu, como por exemplo na historia da Torre de Babel citada neste post? Primeiro estude, aprenda a escrever também, domine a língua portuguesa, pois é dever nosso conhecer bem a língua do nosso país. Depois, então, estude teologia, filosofia, história e todas as matérias que possam lhe oferecer um entendimento melhor sobre o assunto. Pode ser que o Altíssimo lhe dê mais sabedoria e inteligência para entender algumas coisas que sejam possíveis de serem compreendidas por nós, seres humanos.

      Excluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.